(83) 3321.6670 |

BLOG

11/20
2018

14 de novembro de 2018, véspera de feriado para alguns, mas para outros o dia da missão cumprida. O dia da formatura. Para Antônio Munuamale Vasco Sacalonga era o dia D. Vindo de uma família humilde da província do Kwanza Sul partiu em direção ao Brasil para realizar a sua jornada no ano de 2014, mas já estava em seus planos desde 2009 o desejo de residir no país tropical. Sacalonga, como todos o chamam, saiu do berço do seu país natal, Angola, como missionário, e pousou em Soledade município paraibano com cerca de 14 mil habitantes. Acolhido pelo Pastor Jaime Henrique, ficou durante um ano como voluntário de projetos sociais, ajudando também no centro de reabilitação, casa de acolhimento, dentre outros projetos que lá existiam.

No ano de 2016, ele parte para Olivedos, a 26km de distância. Lá fez um trabalho evangelístico na abertura de uma sede da igreja Verbo da Vida, onde conheceu a sua esposa, Naiara, com quem tem um filho chamado Arthur. A pedido da diretoria máxima de sua igreja, em Campina Grande, ele foi convidado para vir à cidade, surgindo a oportunidade de escolher um curso de administração em uma instituição do seu desejo. Sua busca começou: Mapeou as instituições de ensino da cidade que lhes fossem mais cabíveis até que chegou à Infogenius. Sempre pautado por aconselhamentos dos que lhe cercavam, foi orientado à escolha por indicação da psicóloga da igreja que frequenta atualmente.

Cheio de empolgação e ânsia em aprender, veio conhecer a escola. Seu primeiro dia foi baseado em escutas e absorção dos conteúdos. “Quando eu vim para cá comparei a grade curricular de outros cursos. A daqui é bem moderna, prática e didática. Mesmo sendo técnico. Gostei muito do ambiente, dos colegas, dos professores e me senti confortável e acolhido. Senti a paz de Deus. Vai ser aqui. ” Pensou ele com o peito cheio de esperança e com um sorriso de satisfação estampado na sua expressão.

 Quando questionado sobre as dificuldades na sua jornada, o ponto financeiro foi o primeiro, seguido da adaptação da linguagem e dos costumes alimentares. Mesmo vindo e um país colonizado por portugueses, a sua capacidade de raciocinar foi corrompida pela guerra, período marcante da sua infância. A guerra civil da Angola só terminou em 2002, deixando dois milhões de mortos, 1,7 milhão de refugiados e 80 mil pessoas mutiladas pelas milhões de minas espalhadas pelo país. Após 16 anos de paz as pessoas que nasceram naquele período estão marcadas pelos traços das batalhas, acarretando em vários transtornos. “Em 1992, quando eu tinha 6 anos eu tive que fugir da guerra, minha mãe com a minha irmã mais nova não conseguia carregar os dois. Ajudei minha mãe andando mais de 300km. Na metade do caminho meus pés inflamaram e eu fiquei aproximadamente trinta dias andando de joelhos. ” Não existia esperança, a guerra trouxe fome, desnutrição, e a deturpação da cultura do seu povo que se tornou incapaz de acreditar nos seus.

Em meados de 2005 mudou-se para a capital da província, Sumbe. Para eles o Brasil é um país de segundo mundo e de mais fácil obtenção de obra prima, de tecnologia e das oportunidades comparando com a Angola. O ritmo daqui ainda está entrando na sua dança a cada dia mais. Sobre a alimentação ele estranhou o fato de termos arroz e feijão no nosso prato todo os dias, quando sua alimentação era baseada em caldos e especiarias.

O seu sentimento ao segurar o diploma foi de alívio e satisfação. “Consegui, tô formado. Houveram dificuldades financeiras até o dia de eu me formar, mas consegui. No momento que o meu nome foi chamado eu agradeci a Deus pela conquista”. Nós africanos mesmo depois de muitas turbulências a dança é um meio de nos alegrar. ”

As aplicações dos conhecimentos e habilidades que ele aprendeu na instituição, como pessoa e profissionalmente, são objetivos principais na sua vida a partir de agora. Já atuante na área, trabalha na instituição Rhema, na coordenação nacional do centro bíblico. Os seus caminhos serão trilhados para além do Brasil, pois é na Angola que cumprirá satisfatoriamente o seu chamado.

A sua história irá além das portas da infogenius, pois ela só está começando. Norteados pela igualdade, pela humanidade, solidariedade e igualdade a Faculdade Rebouças lhe presenteia com o total ingresso ao curso de Gestão de Recursos Humanos para expandir mais ainda a sua carreira lhe impulsionando ao futuro. Sacalonga ganhará o mundo com o seu desejo de cumprir a vontade de Deus em sua vida e é com muito orgulho que participamos desse sonho. 

Fotos

Copyright © 2017. Infogenius - Todos os direitos reservados